domingo, 23 de janeiro de 2011

Nefrocalcinose

Definição:
Distúrbio do rim que envolve depósitos de cálcio e oxalato ou fosfato nos túbulos renais e interstícios (áreas entre os túbulos); isto pode provocar a redução das funções renais.
Causas, incidência e fatores de risco:

A nefrocalcinose é causada por diversas condições. Entre elas:
    * excesso de excreção de cálcio pelo rim
    * acidose tubular renal
    * espongose medular renal
    * hipercalcemia (níveis altos de cálcio no sangue)
    * necrose renal cortical
    * tuberculose

Fragmentos de oxalato de cálcio ou de fosfato de cálcio podem se desprender do rim e fornecer núcleos para a formação de cálculos (nefrolitíase).

O distúrbio pode eventualmente resultar em uropatia obstrutiva aguda, ou em uma uropatia obstrutiva crônica que eventualmente pode progredir para insuficiência renal. O distúrbio é descoberto quando aparecem os sintomas da insuficiência renal, uropatia obstrutiva ou cálculos do trato urinário.

A nefrocalcinose é relativamente comum em bebês prematuros, em parte pela perda intrínseca de cálcio e em parte pelo aumento da excreção de cálcio quando da administração de diuréticos.

Sintomas:
Inicialmente não há sintomas. Os sintomas associados com os distúrbios podem incluir:

    * aumento do volume de urina ou baixa produção de urina
    * dificuldade para urinar (dificuldade para iniciar a micção)
    * gotejamento da incontinência urinária
    * diminuição da força do jato urinário, jato curto ou fraco
    * aumento da freqüência ou urgência urinária
    * necessidade de urinar durante a noite (noctúria)
    * micção dolorosa (ardor ou pontadas durante a micção)
    * sensação de esvaziamento incompleto da bexiga
    * sangue na urina
    * dor no flanco ou dor nas costas
          - em um ou em ambos os lados
          - pode ser progressiva
          - severa
          - espasmódica (cólicas)
          - pode irradiar-se ou mover-se para a parte inferior do flanco, pélvis, virilha e genitais
    * náuseas, vômitos
    * inchaço geral , retenção de líquidos
    * diminuição da sensibilidade, especialmente nas mãos e pés
    * alterações do estado mental
          - sonolência, letargia, difícil despertar
          - delírio ou confusão
          - coma
    * convulsões
    * sangue no vômito ou nas fezes
    * tendência a hematomas ou sangramentos

Sinais e exames:
Um exame não é específico para a nefrocalcinose, mas pode indicar distúrbios que ocorrem em decorrência da nefrocalcinose. Podem haver sinais de sobrecarga de líquidos, tais como sons cardíacos e pulmonares anormais se a função renal estiver deficiente.

    * filme abdominal mostra calcificação renal
    * tomografia computadorizada abdominal mostra nefrocalcinose
    * outros exames devem ser feitos para diagnosticar e determinar a extensão dos distúrbios associados.

Tratamento:
O objetivo do tratamento é reduzir os sintomas. A causa do distúrbio precisa ser tratada. Se a causa for acidose tubular renal tipo 1, não se deve administrar vitamina D ou cálcio na dieta para corrigir os distúrbios ósseos, uma vez que isto irá piorar a nefrocalcinose. Os medicamentos que aumentam a excreção de cálcio devem ser descontinuados. (CONSULTE SEU MÉDICO PRIMEIRO!)

As condições resultantes do distúrbio devem ser tratadas da maneira usual.

Expectativas (prognósticos):
O resultado do tratamento varia, dependendo da extensão das complicações e da causa do distúrbio.

Complicações:
    * insuficiência renal aguda
    * insuficiência renal crônica
    * cálculos renais
    * uropatia obstrutiva (aguda ou crônica, unilateral ou bilateral)

Solicitação de assistência médica:

Marque uma consulta com seu médico se aparecerem sintomas que sugerem distúrbios associados com a nefrocalcinose.
Os sintomas de emergência são: repentina diminuição da produção de urina, convulsões, vomitar sangue, sangue nas fezes e consciência reduzida.

Prevenção:
O tratamento dos distúrbios causadores, incluindo acidose tubular renal, pode ajudar a prevenir a nefrocalcinose. 

3 comentários:

Edi Polesso! disse...

Oi, sou paciente renal por ter nefrocalcinose tubular, por acidose tubular...eu descobri a doença á pouco tempo...ainda estou confusa, o nefro me receitou citrato de potássio, mas confesso que descontinuei o tratamento...depois de ler estas informações, vou retomar ao tratamento! Fique bem...

Ana Paula disse...

Olá Edi, a artir do momento em que descobrimos qualquer alteração em nossa saúde é MUITO importante ter um acompanhamento médico, não deixe de lado seu tratamento, pode ter certeza que é melhor prevenir do que remediar depois, perder os rins não é facil, se você esta tendo essa oportunidade de evitar que seus rins fiquem sem funcionar, eu te imploro, vá se tratar e siga todas as orientações medicas, vive em dialise e a espera de um transplante não é facil, se você esta tendo essa oportunidade de se tratar, agarre com todas suas forças. Um abrça, se CUIDA e qualquer coisa entre em contato :)

Edi disse...

Obrigada querida! Vamos continuar mantendo contato...add e-mail e msn: edipolesso@hotmail.com
Fica com Deus!