quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O tempo não para...

...conhecendo o Rio de Piracicaba

Faz alguns dias que não escrevo aqui, engraçado que até senti falta.
Eu precisava mesmo dar um tempinho para refletir, final de ano nunca foi minha época favorita, e parece que tudo que não aconteceu durante todo o ano acumula e acontece no final, rsrs.
Neste ultimo feriado (dia 15) eu viajei pela primeira vez depois que descobri que era renal. Foi uma viagem curta para a adorável cidade de Piracicaba, deu para recarregar as energias e voltar mais serena para a vida da capital. Foi bom ir para um lugar onde as pessoas nem fazem idéia de que você é renal, e você não precisa ficar explicando como é a hemodiálise, ou a cada dez frases uma ser relacionada a transplante.

Por eu ser o primeiro (e espero que único) caso renal crônico na família, fui colocada em uma redoma, fiquei super protegida e isso é cansativo, eu que sempre me virei sozinha, comecei a depender muito das pessoas, comprei e compraram uma imagem de que eu era praticamente de porcelana, mas o renal crônico não é nada disso.

Ultimamente eu tenho pensado muito na minha independência, quero parar de precisar dos outros ou ao menos não precisar tanto das pessoas. Meu time sempre me apóia, nunca vi descaso da parte deles, mas eu acho que a fase de adaptação acabou e então esta na hora de tocar a vida, com o diferencial de reservar doze horas por semana para um tratamento, e quer saber? Eu já fiz cursos que duraram mais tempo que isso e hoje não aproveito nada, pelo menos essas horas dedicadas são para ficar bem e principalmente para viver o resto das horas que tenho depois.
Finalmente eu estou redescobrindo a vida após o diagnostico, rsrsrs...

Um comentário:

Ministério disse...

Olá, blogueiro (a),
Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.
Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.
Acesse www.doevida.com.br e saiba mais.
Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
Atenciosamente,
Ministério da Saúde
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude