terça-feira, 2 de novembro de 2010

Casos Renais...

Quando surgiu a idéia de escrever sobre o meu tratamento, a principio foi pensando apenas em utilizar esse espaço como válvula de escape e também uma forma de guardar informações que seriam úteis para eu mesma.
Os meses se passaram e a idéia de auto ajuda foi ampliada e se transformou em uma ferramenta no qual eu uso para alertar sobre os problemas renais (principalmente a IRC) e ao mesmo tempo dar uma força para quem esta embarcando nesta jornada. Na verdade, hoje a intenção de ajudar esta alem da intenção de me ajudar. Não que eu esteja me colocando para escanteio, mas o prazer que tenho ao me sentir útil, em fazer a diferença para alguém em qualquer detalhe que seja, já é a minha ajuda, pois anula um pouco as minhas preocupações.
Eu estou aprendendo muito com meu tratamento. Procuro despejar aqui o maximo de informação que vou adquirindo, contudo, procuro pensar muito antes de colocar qualquer palavra, principalmente quando contem informações técnicas, pois sei que muitas pessoas se baseiam em tudo o que lê, o que pode ser perigoso as vezes.
A primeira, e provavelmente única recomendação que tive dos médicos quando tive alta hospitalar foi: "Não acesse internet buscando informações, não entre no orkut, não procure no google, etc...", e nos primeiros dias eu segui a risca a recomendação, tinha muito medo, meu medo era tanto que eu que desde meus 16 anos não sabia o que era um dia sem computador, passei além do período de internação, mais uma semana sem encostar no PC, com medo de ligar e aparecer na tela "você tem x dias de vida", hahaha, agora eu acho graça, mas na época foi bastante angustiante.
Voltando o assunto, eu não pesquisei nada na internet por recomendação médica, pois segundo eles, só existe informação errada na rede. Eu concordo e discordo, acho que o segredo é saber procurar, e eu com mais de 10 anos "plugada" não era tão ingênua assim para acreditar em tudo o que pudesse ler, mas mesmo assim minha insegurança me prendeu, então tentei esperar aprender com a experiência e com o auxilio dos profissionais de saúde, contudo, eu ansiosa ao extremo, não tive paciência de esperar, e como já relatei aqui antes, eu queria aprender tudo em um dia, se existisse Fuvest sobre IRC, eu queria fazer e tirar nota máxima, rsrsrs...
Comecei a pesquisar, entrei em sites com uma excelente estrutura informativa, sites médicos, sites hospitalares, mas sentia muito a falta de ver a visão do paciente, afinal, queria saber minha própria visão futuramente. Infelizmente não achei muita coisa, mas o pouco que achei percebi que cada pessoa tem sua historia, sua maneira de enfrentar as coisas, tem seu histórico, então a visão que eu queria adiantar caiu por terra, eu realmente teria que ter paciência e enfrentar tudo do meu jeito, seja lá como fosse.
Foi nesta necessidade em encontrar a visão do paciente, que fez com que eu mudasse um pouco o padrão desse diário, incluindo dicas e informações extremamente detalhadas de todos os processos que eu vou passando, para um dia quem sabe, os médicos até indiquem esse site para pessoas que ainda não estão bem informadas e que assim como eu, queiram saber um pouco como o paciente se sente em cada um desses processos.

Felizmente estou recebendo apóio de muitas pessoas, conhecidas e desconhecidas, que estão lendo aqui e me passando sugestões e até tirando duvidas.

Agradeço a todo mundo que me escreveu, comentou ou conversou sobre esse site comigo.
 
Pessoal, eu sempre falo, mas vale deixar sempre avisado. 
Para quem é renal crônico, não fique baseando o caso/vida de outros pacientes renais com o seu, pois cada caso é único, alguns elementos vão coincidir, mas não acontece tudo igual com todo mundo, utilizem esse site como ferramenta de informação, nunca como ferramenta de tratamento, quem vai tratar é o medico, eu apenas coloco dicas e explico alguns processos, por favor, tenham em mente que sua parte deve sempre ser feita: seguir as recomendações medica, tomando todos os medicamentos prescritos, seguir a dieta indicada pelo nutricionista, sempre ter pensamento positivo e ser grato pela oportunidade de ainda viver, de existir um tratamento que prolonga nossa vida, coisa que muitas doenças não possuem essa opção.

Um grande abraço e saúde para todos.

Nenhum comentário: