segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Através I

I
Através daqueles olhos estranhos
Ela percebeu seu renascimento
A noticia não era boa
Mas explicava seu sofrimento

II
Através daqueles lábios estranhos
Ela sentiu seu coração partir
Antes que pudesse entender
Tudo o que estaria por vir

III
Através daquelas mãos estranhas
Ela chorou por não entender
Sentiu-se sozinha, desanimou.
Gritou e surtou até amanhecer.

IV
Através daquelas vozes estranhas
Ela demorou a acreditar
Achou injusto e complicado
Queria dormir e não mais acordar
(Ana P. T. - 23/12/2009)


I - Quando o ortopedista identificou a anemia, posteriormente a IRC.
II - Quando o primeiro medico da internação falou sobre a hemodiálise e o transplante.
III - Quando fiz o ultra-som, confirmando a IRC.
IV - Quando passei a noite sozinha na UTI.

Nenhum comentário: