sábado, 8 de maio de 2010

Dona I. e o transplante...

Há exatos 53 dias, a Dna I., que então fazia hemodiálise no mesmo box que eu, foi chamada para transplantar.

Foi emocionante e tenso ao mesmo tempo, acompanhar ela recebendo a noticia de que após a hemodiálise teria que correr para o hospital para transplantar.
Acho que a principio eu fiquei mais nervosa que ela, pois eu havia chegado antes na clinica e fiquei sabendo antes de contarem para ela. A noticia preocupou, eu vi isso nos olhos dela, tanto que ela que sempre "desabava" na cadeira e dormia toda a hemodiálise, ficou acordada, puxando conversa com todo mundo, rsrs, acho que ela queria se distrair e não pensar muito no que viria pela frente.

O transplante da Dna I. foi um sucesso, só que como quem procura sempre acha, de tantos exames pré e pós-operatório que se faz para transplantar, acabaram descobrindo um probleminha no coração dela, então ela ficou internada por mais dias para tratar direitinho.

Contudo, hoje ela voltou para casa, segundo a A., ela esta bem e vai continuar se tratando em casa para evitar pegar infecção hospitalar.

Assim que der, pretendo falar com ela.

Eu posso me considerar uma pessoa de sorte, por que em quase seis meses de tratamento só vi as pessoas recebendo boas noticias na cadeira da Hemodiálise (lembrando da C. ao receber o resultado de que estava grávida). Espero continuar sempre vendo as pessoas recebendo boas noticias.

Nenhum comentário: